PARIS • BORDEAUX • LILLE • LYON • MARSEILLE • MONTPELLIER • NANCY • NANTES • NICE • RENNES • STRASBOURG • TOULOUSE

REALIZE-SE – ABRA SEUS HORIZONTES

APRENDA A APRENDER – TORNE-SE UM EXPERT

Innovation Hub da Epitech

  • A inovação é sonhada e criada, mas não declarada.
  • Sejam bem-vindos ao universo do Innovation Hub da Epitech!

  • Nossa missão/objetivos:
    Ajudar os estudantes a lançarem seus próprios projetos.
  • Como funciona:
    • Um lugar único para o compartilhamento de competências técnicas.
    • Uma porta aberta para as células de inovação, longe das empresas.
    • Os mentores e estudantes dedicados compartilham seus conhecimentos e experiências para desafiar e ajudar outros estudantes em diversas áreas técnicas: big data, cloud, embedded (integração), security (segurança), virtuality (virtualidade), mobility (mobilidade), gamedev, web, etc. Existem Innovation Hubs em cada campus da Epitech. Interações com os estudantes são organizadas e conduzidas regularmente pela equipe pedagógica local, profissionais ou instrutores convidados, sendo estas apresentadas sob a forma de conferências, debates, discussões metodológicas, workshops técnicos ou criativos, feedbacks. Os estudantes desfrutam de todos os recursos técnicos e humanos oferecidos pelo Hub. Os projetos são iniciados pelos estudantes ou sugeridos por empresas parceiras que se predispõem a dedicar todo o tempo necessário para guiar os estudantes passo a passo na sua realização. O Innovation Hub da Epitech promove a abertura às ideias, ao compartilhamento e à colaboração, além de visar a promoção de todos os tipos de inovações (não exclusivamente tecnológicas).


Saiba mais

  • Desde o início da informática, os dados (data) sempre foram considerados somente no âmbito do software para os quais se destinavam. Este é o início de uma nova era. Nos dias de hoje, o universo dos dados tornou-se o centro das atenções e, consequentemente, passou a abrir alas para diversas perguntas. Oriundos das redes sociais, dos sensores, das câmeras de observação e de uma grande variedade de fontes, essas informações podem gerar novos conhecimentos que possibilitarão a evolução de novas ferramentas e serviços.
  • Os Big Data reúnem todas as técnicas para encontrar, armazenar, analisar e utilizar quantidades enormes de dados com o intuito de criar novas ferramentas. Assim, diversos desafios estão à espera dos estudantes que ingressam neste setor do Hub. Da pesquisa científica - tais como a genética, a astrofísica ou a biologia - à indústria, passando pelos novos usos -tais como a saúde, as redes sociais e até mesmo os videogames -, os Big Data inspiram imensamente a imaginação de todos. Dessa forma, os estudantes podem aprender a entender, a dominar e a inovar, encontrando soluções para os Big Data, bem como no seio das demais áreas da ciência da computação.
  • Os estudantes explorarão esta nova área, a entenderão e aprenderão a dominá-la tanto de um ponto de vista administrativo, como de uma perspectiva arquitetural ou de um ângulo de desenvolvimento.
  • O escopo de experimentação dos participantes se estenderá da fabricação de um cloud à sua utilização, inclusive a administração do sistema e da rede, a virtualização, as infraestruturas como serviço (IaaS), as plataformas como serviço (PaaS), o gerenciamento de um cloud privativo, a exploração de um cloud público e todas as demais tecnologias em matéria de internet de modo geral.
  • Os estudantes aprenderão como e por que implementar a migração às tecnologias de cloud, utilizando as melhores práticas para que possam obter as arquiteturas mais eficazes, ao mesmo tempo que tiram o melhor e máximo proveito das mesmas.
  • Os sistemas embutidos correspondem a todos os sistemas de computação de tamanho e potência reduzidos, tratando-se, na maioria das vezes, de dispositivos portáteis cujas funções reagem aos sistemas físicos, como os sensores, os acionadores, os robôs e as máquinas, ou ainda, de dispositivos setor móvel, tais como os telefones e tablets. Entre os setores econômicos abrangidos por essa área, citamos o automóvel e o aeronáutico, passando pelo desenvolvimento de novos dispositivos móveis de ponta.
  • Desenvolver um código portátil e eficaz é o principal problema com o qual se depara a presente área – semelhante aos telefones celulares – pois todo e qualquer processamento inútil pode impactar toda a autonomia do dispositivo.
  • Esta área do Hub trabalha em computadores de consumo extremamente baixo e com uma grande variedade de arquiteturas, por exemplo o AVR (Arduino) ou o ARM (Raspberry, OMAP), sendo estes somente alguns de inúmeros exemplos. As ciências física e da computação também exploram a modelagem, a filtragem e o controle de engenharia do sistema.
  • Os problemas relacionados à segurança em termos de autenticação, tais como a biometria, o NFC ou os smartcards são tratados neste setor do Hub, quer sejam utilizados em redes, na internet, ou ainda, na segurança aplicada.
  • Fazer com que os estudantes se conscientizem acerca da vulnerabilidade e estejam cientes das melhores práticas é a principal prioridade de tal ramo, permitindo aos estudantes desenvolver um software ao mesmo tempo robusto e estável.
  • O contexto atual, no qual ambas a informação e a disponibilidade são igualmente importantes, exige que os estudantes aprendam os problemas e, então, forneçam as respostas adaptadas de modo apropriado.
  • A colaboração entre os diferentes setores de estudos no seio do Hub proporcionará aos estudantes a oportunidade de implementarem raciocínios divergentes, visando criar uma nova visão da segurança digital, a qual não se limita aos testes de intrusão ou às normas. Os sistemas embutidos (embedded) invadem cada vez mais o nosso dia-a-dia, estendendo-se dos objetos conectados, automóveis inteligentes e smartphones, aos vírus e demais softwares mal-intencionados, o que oferece um vasto leque de possibilidades e problemas a solucionar.
  • O papel desempenhado pelos ambientes virtuais no seio do Hub visa recolocar os humanos no âmago dos projetos, permitindo-lhes interagir com o mundo virtual quase do mesmo modo como interagem no mundo físico.
  • Os videogames, o setor da saúde e até mesmo o da educação também proporcionam oportunidades para que continuemos a inventar novos modos de manipulação virtual para melhorar o seu dia-a-dia.
  • Duas perguntas essenciais entram no foco das atividades nessa parte do Hub:
  • De que modo é possível explorar da melhor forma as ferramentas existentes?
    Como entender e utilizar as inovações concretas?

    • Utilizando uma imensidão de ferramentas, do tradicional conjunto de mouse e teclado, aos capacetes mais modernos de realidade virtual, os Ambientes Virtuais fazem de tudo para manter o mundo de amanhã tão acessível e ergonômico quanto o de hoje. A imersão está em todos os planos.

A Equipe do Innovation Hub da Epitech

TESTEMUNHOS
DE ESTUDANTES

  • Rentrée SI 2012-2014
  • Strabourg3
  • Strasbourg1
  • DSC_0239_mtp
  • IMG_3172
  • Photo DNA_stg
  • DSC_0001_mtp
  • DSC_0006_mtp
  • DSC_0185-001_bdx
  • DSC_0203-001_bdx
  • IMG_2723
  • IMG_3314
  • IMG_3803
  • IMG_3859
  • etudiants-travaillant
  • International
  • network
  • patio
  • students
  • teamhub
  • Accrobranche3
  • full screen slider
  • campus-2
jquery slideshow by WOWSlider.com v6.4

Epitech é um estabelecimento de ensino superior privado reconhecido pelo Estado e matriculado sob o número de registro 094 2129 D. Concours Advance - EPITA - ESME Sudria - IPSA - Sup'Biotech - e-artsup - Ionis School of Technology and Management - Sup'Internet - ISG - ISEG Business School - ISEG Marketing & Communication School - ISEG Finance School - ISTH - ICS-B?gu? - ISEFAC - ETNA - IONIS Tutoring - IONIS Execurive Learning